O longo século XIX – parte 2


Como vimos no “capítulo” anterior, devido às medidas tomadas pelo rei Carlos X após as eleições parlamentares, eclodiu a guerra civil de 3 dias (27, 28 e 29 de julho de 1830), conhecida como Primeira Onda Liberal (na qual o povo se protegeu através das Barricadas) que se espalhou por toda a Europa e com isso Carlos X fugiu. Com o poder livre, quem assume o trono é Luiz Felipe de Orleans com o regime político da Monarquia Constitucional, sendo um rei burguês e liberal. Recuperou, então, o parlamento e o povo acabou se dividindo em: Constitucionalistas (alta burguesia) e Republicanos (“classe média”), não havendo participação política das classes baixas devido ao voto ainda ser censitário.  Porém, com todo esse movimento na Europa, após derrubarem o rei, os trabalhadores notaram que seus interesses diferiam dos interesses da burguesia, surgindo uma classe trabalhadora e independente: o proletariado (unem-se em torno de um mesmo ideal e organizam-se como força política). Lembrando que quando falamos em burguesia, referimo-nos àqueles que detém os meios de produção.

Nessa época foi consolidado o capitalismo industrial, nascendo aí a desigualdade social, gerada pela exploração do chefe, empresário sobre a mão de obra operária, dando a estes condições precárias de trabalho, reprimindo-lhes os direitos à jornada de trabalho, educação de qualidade, saúde, lazer e salário justo. Não tinham direitos de cidadão. O salário pago era mínimo, gerando a animalização do homem. E paralelo ao desenvolvimento do capitalismo estava o aumento das desigualdades sociais.

De acordo com o cenário do trabalhador europeu, a população foi se revoltando com as condições de vida e começaram a relizar manifestações públicas, mas logo estas foram proibidas por Orleans, fazendo a população começar a se reunir em locais fechados para discutir sobre seus descontentamentos com a política do rei. Esse movimento ficou conhecido como Política dos Banquetes. No final de 1947 a produção agrícola europeia foi devastada por um frio inesperado, aumentando a inflação mais e mais a cada dia. Sem nenhuma ação tomada pelo rei para acabar com os problemas e este só atendendo aos interesses da burguesia, o povo organizou uma reunião conhecida como O grande Banquete de 22 de fevereiro de 48, onde se reuniu um grande número de pessoas para discussões políticas. A notícia chegou rapidamente a Luis Felipe de Orleans que mandou o exército, antes mesmo de começar a reunião, para impedí-la, porém não contava com o fato de os guardas se aliarem ao povo, devido aos mesmos serem de iguais classes sociais (baixa e proletariado) e lutarem pelos mesmos direitos, eclodindo, então, a Segunda Onda Liberal, também conhecida como: Primavera dos Povos.

O movimento alimentava as ideologias do Nacionalismo e do Socialismo, que surgiu nessa época para explicar e propor soluções para as desigualdades sociais e mais valia, ao contrário do Liberalismo que não explicava esses fatores. Agora, socializando a história, apresentam-se vários tipos de socialismo, cada um a sua maneira, defendendo diferentes critérios, tais como: Socialismo Utópico, Socialismo da Igreja Católica, Socialismo Anarquista e Socialismo Marxista (ou científico), sendo o último o considerado “padrão” e mais aceito na sociedade.

Contudo, após a Primavera dos Povos o governo de Orleans caiu e foi decretado na França a 2ª República Francesa. O restante da Europa aprofundou mais ainda o liberalismo após este ocorrido.

No próximo capítulo: Unificação Italiana; não perca!

Anúncios

Publicado em 28/04/2011, em Disciplinas, História. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: