10 anos do 11 de Setembro


No último discurso em homenagem às vítimas do 11 de Setembro neste domingo (11), Barack Obama exaltou as qualidades do povo americano, especialmente a união, e afirmou que não há guerra contra o Islã nos Estados Unidos.

“Por décadas, os americanos visitarão os monumentos em memória daqueles que morreram no dia 11 de setembro (…) e eles saberão que nada pode quebrar a vontade dos Estados Unidos quando eles estão realmente unidos”, declarou Obama.

“Eles se lembrarão do fato de que nós não somos perfeitos, mas que nossa democracia é sólida, e que a democracia, que reflete a imperfeição do homem, nos dá também a oportunidade de reforçar nossa união”, ressaltou.

O presidente disse ainda que esses últimos 10 anos “juntaram os laços dos americanos”, em um país formado por americanos e estrangeiros, e que não há guerra ao Islã. “Os Estados Unidos nunca estarão em guerra contra o Islã nem contra nenhuma outra religião”, disse.

Obama começou e terminou seu discurso repetindo uma citação da Bíblia que diz “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã”.

Barack Obama discursou na noite deste domingo (11) no Kennedy Center, onde ocorre o Concerto pela Esperança, com apresentações do cantor country Alan Jackson, da cantora de R&B Patti LaBelle e da mezzo soprano Denyce Graves.

Ele citou mudanças nos locais atingidos pelos ataques terroristas: “Esses 10 anos nos contam uma história de resiliência. O Pentágono está reformado, Shanksville é um lugar de amizade entre os moradores e os familiares das vítimas, Nova York continua uma capital vibrante da arte, moda e comércio. Onde antes era o Word Trade Center, agora o sol reflete uma nova torre que alcança o ceu”.

No fim do discurso o presidente voltou a fazer a citação da Bíblia, a mesma do começo, e encerrou dizendo “vamos olhar para o futuro com o coração cheio de esperança”

Alerta
Autoridades de Nova York e Washington estão em alerta máximo contra o que descreveram como “possíveis, mas não confirmadas” ameaças de um plano da al-Qaeda para atacar os EUA novamente uma década depois da queda das torres gêmeas do World Trade Center após o choque dos aviões.

Em Manhattan, particularmente, a segurança está muito rígida. Policiais inspecionam veículos nas ruas da cidade e em pontes e túneis que levam a Nova York.

Fonte: http://g1.globo.com/11-de-setembro/noticia/2011/09/nao-existe-guerra-contra-o-isla-diz-barack-obama-em-washington.html

Anúncios

Publicado em 13/09/2011, em Notícias Gerais. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: