Arquivo da categoria: Futebol

Reta Final do Brasileirão


Faz tempo que eu não posto na coluna. Mas com a reta final do Brasileirão chegando e os líderes perdendo as chances se isolar na liderança, aproveitei para comentar o momento do torneio.

Desde 2003, quando o Campeonato Brasileiro passou para a formula de pontos corridos, nunca houve um campeonato tão disputado como este. Em 2003, Santos e Cruzeiro ficaram disputando o título até a metade do segundo turno, quando o clube mineiro se isolou na liderança e foi campeão antecipadamente. Em 2004, apenas Santos e Atlético Pr disputavam o título, que terminou apenas na ultima rodada. Em 2005, Corinthians e Inter também foram os unicos disputando até o final, decidindo na ultima rodada. Em 2006 o São Paulo atropelou os adversários. Em 2007 até que o Santos tentou, mas o São Paulo foi campeão fácilmente. Em 2008 o São Paulo conquistou o Tri depois de uma grande recuperação. Já em 2009 o Flamengo quebrou o jejum de títulos brasileiros para os cariocas (ultimo título havia sido a Copa João Havelange, no título polêmico do Vasco em cima do São Caetano). Em 2010 o Fluminense, quase rebaixado em 2009, foi o campeão. Este ano, a ultima rodada nos reserva um suspense. Provavelmente mais de 4 times devem se manter brigando até o fim. Parece que as ultimas lembranças do Mata-Mata vão caindo e os Pontos Corridos se consolidando.

No inicio do campeonato existiam 3 clubes favoritos para o título: Cruzeiro, Santos e Flamengo. Desses três, apenas o Flamengo continua brigando pelo título.

Clubes que disputam o título:

Corinthians
O Timão é o líder do campeonato mas não vai ter moleza. O Clube enfrenta 5 clubes que lutam contra o rebaixamento, um deles é o Atlético MG, que tem conseguido ótimos resultados.

 

 

Vasco 
O Vasco liderou o campeonato por várias rodadas e era, para a maioria das pessoas, o grande favorito. O empate com o Corinthians em
pleno São Januário e outros resultados ruins fizeram o clube da cruz de malta perder a liderança. O Vasco enfrenta apenas o Avaí, dentre os clubes que fogem da degola, mas joga 2 clássicos e 1 jogo com outro clube que briga pelo título, o São Paulo.

Botafogo Botafogo perdeu 2 jogos seguidos e acabou perdendo enorme chance de assumir a ponta. O clube carioca não tem tantos jogos complicados, mas precisa se cuidar para não perder jogos como a derrota para o Avaí.

 

 

Flamengo
O Mengão tem a possibilidade de avançar na tabela no jogo contra o Santos. O Flamengo enfrenta vários jogos dificeis, dentre eles o jogo contra o Cruzeiro, que foge do rebaixamento, e contra o Coritiba fora de casa.

 

Fluminense
A derrota para o galo complicou a vida do tricolor carioca, mas o time de guerreiros não deve se abalar. A exemplo da campanha de 2009 no Brasileiro e da Fase de Grupos da Libertadores, onde o clube renasceu nas cinzas e mostrou toda sua raça, o Fluminense não pode deixar de ter esperanças no título, que não está longe.

 

São Paulo
A instabilidade que o clube vive desde o inicio do ano e ainda a recente demissão do técnico Adilson Batista, o clube paulista pode sofrer nas próximas rodadas, mas ainda tem chances.

 

 

Internacional
Desde 2005, o clube gaúcho disputa o título quase todo o ano. E neste ano não é diferente. Apesar de ser o ultimo colocando dentre os que podem conquistar o título, o Colorado ainda buscar a conquistar máxima do futebol Brasileiro.

 

Estatuto do Torcedor.


Olá pessoal! Outro texto de Vinicius Ribeiro, que hoje fala sobre o Estatuto do Torcedor, que gera polêmicas, principalmente coma proibição do uso de sinalizadores, que era tradição nos estádios.

Criado em 2003, o Estatuto do Torcedor tem como principal objetivo a segurança de todos envolvidos em uma partida de futebol. Recentemente, o Estatuto sofrera diversas alterações, o que gerou uma grande aceitação e ao mesmo tempo polêmico.

Dentre todas as mudanças, a mais polemizada foi a proibição dos famosos sinalizadores, símbolo da internacionalmente famosa pressão brasileira. Segue o trecho da lei: “não portar ou utilizar fogos de artifício ou quaisquer outros engenhos pirotécnicos ou produtores de efeitos análogos” (Lei 12.299 de 27/07/2010).

Gerando uma extrema revolta por parte de associados de Torcidas Organizadas, uma campanha foi criada em redes de relacionamento, “Pirotecnia não é Crime”. Nela, os manifestantes defendem a arte de torcer “brasileiramente”, e que este ato é uma “desculturalização” do futebol brasileiro, já que os preços vêm aumentando – junto com as proibições extra-campo.

Outra atitude da Confederação Brasileira de Futebol foi tratar as polêmicas Torcidas Organizadas como pessoa jurídica, o que resultaria em punições generalizadas para toda a entidade, em quanto o verdadeiro culpado está infiltrado na T.O., e seguindo o exemplo da justiça nesse país, não recebe punição.

Por outro lado, o novo Estatuto cita a punição exemplar, criminal, aos famosos “cambistas”, que se aproveitam da paixão do torcedor para explorá-lo financeiramente. Felizmente, esta parte do Estatuto vem sendo bem fiscalizada, e inúmeros cambistas são presos a cada jogo em diversos estados.

Enfim, proibir a pirotecnia e “coisas do ramo” não parece resolver o grande problema da violência nos estádio. Em Belém, há uma morte a cada jogo, e as autoridades não fazem nada sobre isso. Deve-se punir os bandidos travestidos de torcedores, e não os verdadeiros torcedores que seguem apoiando seu time em qualquer lugar do Brasil. A Confederação precisa de um olhar mais crítico em suas próprias atitudes, antes de generalizar um assunto tão polêmico como este. “DIGA NÃO AO FUTEBOL MODERNO”.

A corrida pela América!


Olá pessoal, hoje vamos fazer um resumo sobre a Libertadores da América 2011 até onde ela parou. Em breve iremos publicar toda a história desta competição incrivel.

– Uma rápida retrospectiva…

 O sonho de um torneio de clubes na América do Sul. Em 1948, surge o Campeonato Sul-Americano de Campeões, em uma tentativa de organizar um torneio de máxima importância, tendo o Vasco da Gama (RJ) como campeão. Outras tentativas já haviam acontecido mas nenhuma tinha continuidade. Foi então que em meados de 1960, a Conmebol decide criar um torneio continental para poder indicar por meio dele, um representante para a recém-criada Copa Intercontinental, conhecida no Brasil como Mundial Interclubes, onde o representante enfrentaria o campeão da Taça dos Clube Campeões Europeus (atual Liga dos Campeões da Europa) num jogo de ida e volta.

Com a criação da Libertadores, surge também o Campeonato Nacional Brasileiro, que era a Taça Brasil. De começo, a Libertadores não era visto como um torneio importante pelos Brasileiros (no caso o Santos, que era oque mais participava devido os seis títulos Brasileiros conquistados na época). Foi nos anos 70, como Cruzeiro e Internacional, que a competição ganhou importância.

Leia o resto deste post

Fim da Revolução dos 13.


Olá pessoal, Leonardo falando. Estamos voltando a ativa! Depois deste tempo sem nenhuma postagem, que será justificada com uma super matéria sobre o Brasileirão que será divulgada em breve, voltamos com tudo para falar do esporte mais famoso do mundo! Temos vários projetos para fazer e com o tempo, vamos divulga-los. Estamos até preparando um calendário destes projetos. Bem, mas vamos ao assunto de hoje! Como vimos no nosso primeiro post, a Copa União foi um acontecimento muito marcante. Mas oque gerou todas aquelas mudanças? Este ano, está se concluindo a Revolução do Futebol Brasileiro. Oque começou como uma idéia de nova organização e novo sistema, acaba sendo derrubado pelos seus criadores.

     

        Após os acontecimentos de 1987, o Clube dos 13 não teria uma participação efetiva no futebol Brasileiro até 2000. A CBF ficou impedida de organizar o Brasileiro por medidas da FIFA e da Justiça Comum. Para organizar o Brasileiro oficialmente, a justiça comum obrigava a CBF de colocar o Gama na primeira divisão, devido os acontecimentos anteriores. Nos Campeonatos de 98/99, o regulamento teve várias confusões, até que devido a anulação de alguns pontos causada pelo Caso Sandro Hiroshi, o Gama acabou rebaixado e entrou na justiça comum. A FIFA, que proíbe uso da justiça comum, baniu o Gama das competições. A CBF então, não podia fazer o Brasileiro devido o banimento do Gama e a decisão judicial de obrigar o Gama participar do Brasileiro. A solução foi deixar tudo com o Clube dos 13. O campeonato confuso, considerado o pior da história foi a ultima vez que o C-13 teve uma função importante.  O Gama jogou o campeonato, após retirar o processo da justiça comum e a FIFA retirar o banimento.

Leia o resto deste post

Torcidas Organizadas – O outro lado da paixão.


Olá denovo! Hoje meu companheiro Vinicius Ribeiro escreveu um belo texto sobre Torcidas Organizadas, um assunto que está sempre na televisão, principalmente quando elas causam problemas.

Não há como falar sobre futebol sem citá-las. As infames Torcidas Organizadas, popularmente referidas como “T.O.”, estão sempre estampando manchetes e criando discussões. Mas afinal, o que são essas Torcidas Organizadas, e são os torcedores organizados bandidos travestidos de torcedores?

A primeira Torcida Organizada nasceu em 1942, com a criação da famosa “Charanga do Flamengo”, do Clube de Regatas do Flamengo (RJ). Inicialmente, a Charanga era apenas uma banda de estádio, sem nenhum contexto violento ou provocativo. Iniciando uma nova onda fora dos campos, outros movimentos foram criados, como a Camisa 12 (Sport Club Internacional – RS), Torcida Organizada do Vasco (Vasco da Gama – RJ), entre outros.
Leia o resto deste post

1987 e a Copa União


Olá, meu nome é Leonardo R. Fraga e eu cuidarei da coluna sobre Futebol. Nossa missão será relacionar o Hoje com o Ontem deste mundo da bola. A coluna terá matérias postadas a cada 15 dias. Os temas vão ter alguma relação com o Futebol, seja sobre um título importante de um clube ou um jogador especial. Vamos começar com um tema que nunca deixa de ser atual. A Copa União de 1987, nome dado ao Campeonato Nacional de Futebol daquele ano. A guerra travada entre Clube dos 13 e CBF acabou criando dois campeões nacionais, Sport do Recife e C.R. Flamengo. Mas quem é o Campeão? Ai vai um resumo cronológico dos acontecimentos daquele ano tão famoso para Flamenguistas.

No dia 13 de Setembro de 1987, para os torcedores dos 12 grandes clubes do Brasil, junto com Bahia, Coritiba, Santa Cruz e Goias, começava a Copa União, o Campeonato Brasileiro de 1987, organizado pelo Clube dos 13. Um ano em que o futebol passou por grandes mudanças e também por uma crise que deixou várias marcas (inclusive a derrota humilhante do Brasil na disputa para sede da Copa do Mundo de 1994) que ainda são visíveis hoje.

“Abre Aspas: Clube dos 13 é uma organização fundada pelos 12 Grandes Clubes do Brasil (Santos, Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Grêmio, Internacional, Atlético-MG, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo ). Foi convidado também o Bahia, para representar o Nordeste. O Clube dos 13 surgiu em 1987, por motivos que serão descritos logo abaixo”

Tudo começou com a Eleição para a Presidência da Confederação Brasileira de Futebol. Nabi Abi Chedid era um dos candidatos, assim como Medrado Dias. Nabi era mais novo que Medrado, ou seja, em caso de empate na votação, Medrado venceria pelo critério de desempate, que era dar a vitória ao mais velho. Para garantir a vitória em caso de empate, Nabi inverteu sua chapa, colocando seu vice, Octávio Pinto Guimarães, como candidato a presidente da CBF. A chapa de Nabi venceu, por um voto de diferença. O problema começa quando Guimarães resolve fazer o uso dos poderes de Presidente da CBF, causando um duplo comando na entidade, criando uma instabilidade politica. Esta instabilidade piora com os custos para manter os Brasileirões Inchados. Na época da Ditadura Militar, muitas vezes, os torneios eram inchados para “integrar” o Brasil com o futebol. Houve um torneio com 96 clubes. Leia o resto deste post

%d blogueiros gostam disto: